Quarta-feira, 25 de Abril de 2007

Amor, Escárnio e Maldizer

Estreando-me no comentário de álbuns, deixem-me dizer que ando obsessivamente a ouvir o novo dos Da Weasel. Confesso que a música mais "orelhuda", que também é o single, curiosamente não me convence (aliás, de início já pensava que iria ter uma grande desilusão com este novo trabalho - opinião essa que se desvaneceu ao ouvir o álbum).



Completamente esquizofrénico, embora de uma maneira saudável (as músicas fazem sentido como um todo), é um álbum menos comercial (no sentido usual do termo) e mais maduro.



"Bora lá fazer a puta da revolução
(...)
se o Benfica não jogar, boy, está combinado."
(Bora lá fazer a P*** da Revolução)



Desde hip-hop mais puro (em "Love", que tem a participação de Attiba), rock pesado (em "Niggaz"), passando pela boa onda de "Toque-Toque", e acabando com as 3 músicas com orquestra e uma com o piano do Sassetti (uma das minhas preferidas) este é um álbum onde devemos ouvir todas as letras com atenção. Como já li algures (acho que no Blitz), aqui volta-se muito às críticas do "Todagente", embora pessoalmente ache que aqui ainda estão mais directas (desde o chamar a atenção para as misérias mesmo ao pé de nós, ao "musicar" um poema fortíssimo de José Luís Peixoto; ao criticar um pouco a atitude de alguns "putos" - com uma interpretação dos Gatos Fedorentos, que conseguem quiçá pela primeira vez na história colocar as palavras "leite morninho" numa faixa).


"Já foi ao intendente, senhor presidente?
(...)

Saia no Martim Moniz e caminhe,
Faz bem caminhar, apanhar ar, respirar.
Passear no Intendente é um passeio original,
È um passeio diferente sem sair de Portugal.
Vá para fora cá dentro, vá aos subúrbios do Mundo no
centro da cidade."
(Negócios Estrangeiros - José Luís Peixoto)


Terminado o Cd, somos presenteados com remisturas de alguns temas do álbum (oiçam a versão do "Dialectos de Ternura" dos buraka som sistema!)

Resumindo, aconselho-o vivamente (embora 17€ seja um ROUBO para qualquer CD, não é, como sabem, a única opção para o obterem) e aguardo agora ansiosamente ouvi-lo (ou senti-lo) ao vivo .


"A verdade é que a saudade do que passou
Não é mais que muita...
Mas por muita força que faça ela passa por saber que te vivi...
Tu deste tudo e eu joguei, arrisquei e perdi"
(Mundos Mudos)



Hugo
(publicado simultaneamente em Dottorato a Milano)
música: Sistema do Sistema - da Weasel
tags:
publicado por 3grandesportugueses às 11:19
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.posts recentes

. O Leitinho faz bem à saúd...

. O Tapinha não dói!!

. Descubra as Diferenças...

. "O dobro da prateleira, o...

. Os Lobos vs As Princesas

. World Press Photo

. De volta

. Polícias agridem jovens n...

. O Regresso tão esperado.....

. Reportagem da noite!

.arquivos

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. 25 de abril

. aborto

. acervo científico

. adolescência

. alexandra

. almeida garrett

. autárquicas lisboa 2007

. costa da caparica

. deus

. eurosport

. floribella

. grandes portugueses

. hélio pestana

. itália

. luciana abreu

. maddie

. mulher

. nomes

. política

. portugal

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds